O presidente da Câmara de Vereadores de Santa Rita do Trivelato senhor João Francisco Batistela participou do Fórum Ferrovias e a Integração dos Modais, promovido pela Prefeitura de Novo Mutum, mobiliza nesta quinta-feira (23/11) autoridades estaduais e federais, investidores privados, especialistas em infraestrutura e empresas de transporte, além de lideranças do agronegócio, para retomar a formulação de alternativas concretas e viáveis ao setor ferroviário no País.

Destacou o presidente João Francisco Batistela que com o projeto Santa Rita do Trivelato será um grande beneficiado, visto é um município de grande potencial agrícola, e que sua malha via ainda a crescer com objetivo de escoar produtividade agrícola do município e municípios vizinho que plantam nas divisas.

Em palestra no Fórum Ferrovias, o diretor-presidente da Rumo S.A, Júlio Fontana, apresentará, na sede do Sindicato Rural de Nova Mutum, situada a 250 km da capital Cuiabá, os planos de expansão e o projeto de ampliação da malha da principal empresa de logística e transporte ferroviário brasileira. A empresa é concessionária de 12 mil km de trilhos em seis Estados do Centro-Sul do País, incluindo as malhas Sul, Norte, Oeste e a Malha Paulista, cujo processo de renovação antecipada de concessão pública está em curso desde o início deste ano. A Rumo transporta mais de 60% da produção de grãos exportada a partir da região central de Mato Grosso. O plano de investimentos da empresa soma R$ 9 bilhões até 2020.

Cidade-polo de uma região de 500 mil habitantes e produtora de 20 milhões de toneladas de soja, milho e algodão, Nova Mutum terá a presença de autoridades como o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro. O banco de fomento é um dos principais financiadores da expansão da malha ferroviária no País. O evento dedicado à construção da viabilidade das ferrovias no País terá, ainda, a presença do governador de Mato Grosso, Pedro Taques; do diretor-geral da ANTT, Jorge Bastos Macedo; e dos secretários do Ministério da Agricultura, Neri Geller (Política Agrícola) e do Ministério dos Transportes, Dino Dias Batista (Fomento e Parcerias); e do secretário de Coordenação de Projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Tarcísio Gomes Ferreira.

Fonte: Mauro Zanatta - Consultoria Comunicação