GWS Logomarca CM Santa Rita do Trivelato MT 2017 2020

Facebook

Vereadores participam de audiência pública sobre a MT 140 em Santa Rita do Trivelato

Publicado por:

 MG 8133O Presidente da Câmara , Chico Batistela,  juntamente com veredores  partiparam da audiência pública  da Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) na última quinta-feira (12/04), em Santa Rita do Trivelato, sobre a pavimentação da MT-140, rota que vai reduzir em 370 km o escoamento da safra na região. A Audiência foi realizada pelo governo de Mato Grosso, por meio da (Sinfra).

Durante a audiência pública foi apresentado o projeto de pavimentação de 170 km da MT-140, entre o entroncamento da MT-020, em Planalto da Serra, até o entroncamento da BR-242, em Nova Ubiratã.

Com a pavimentação da rodovia, o escoamento da produção poderá ser feito de forma direta pela MT-140, economizando assim uma rota de 370 quilômetros de distância. Atualmente, o transporte das cargas é feito pela BR-163, entre os municípios de Sorriso e Rondonópolis. Além disso, a via estadual também contribuirá para o escoamento da produção para os portos de Santarém e Paranaguá.

Esta rodovia é muito importante para o escoamento da produção agrícola, tendo em vista que irá encurtar a distância em 370 km. Será mais uma via importante para desviar do fluxo da BR-163, além de fortalecer o desenvolvimento da região”, disse o secretário adjunto de logística da Sinfra, Rogério Arias.

O projeto para pavimentação da rodovia é fruto da parceria entre Associação dos Beneficiários da MT-140 que doou o projeto para Sinfra, proporcionando melhoria da logística no estado, economia no custo do transporte e segurança, além de diminuir a distância entre centro oeste e sudeste do estado.

O prefeito de Santa Rita do Trivelato, Egon Hoepers, destacou a importância da rodovia que colocará a região no centro da produção no Estado. "Tendo essa via pronta, deixaríamos de passar pela capital, por exemplo, deixando nosso município no centro da produção. A rodovia seria um escape da BR-163 e iríamos por Campo Verde até chegar a Rondonópolis”, frisou.

O presidente da Câmara Municipal de Vereadores , João Franciso Batistela, disse que ficou feliz com a presença de todos. "Me sinto feliz com a presença de todos; o comércio  todo mundo voltado com um objetivo só , a melhoria para o Município e os  nosso Municípios vizinhos" Disse.

Estiveram presentes  na Audiência , os vereadores , Cedenir de Oliveira, Rosa da Pacoval, Ezequiel da Silva Costa, Wanderson Pereira (Panda) Divino Pereira (Japão) e Nelci Venturini .

Segundo o estudo realizado pela associação, concluído o projeto, os custos com frete sofrerão uma redução de R$ 250 milhões ao ano, levando em conta o volume de veículos que trafegam pelo local e toneladas de produtos transportados, o que representa uma economia de aproximadamente 40% do valor gasto com frete.

Além da economia, a MT-140 irá absorver de 15 a 30% do trafego de veículos que trafegam pela BR-163, que chegam a cerca de 12 mil carretas por dia, conforme relatório. A rodovia será muito importante para o desenvolvimento da produção agrícola da região, beneficiando cerca de 10 municípios.

O projeto para pavimentação da rodovia é fruto da parceria entre Associação dos Beneficiários da MT-140 que doou o projeto para Sinfra proporcionando melhoria da logística no estado, economia no custo do transporte e segurança na rodovia, além de diminuir a distância entre centro oeste e sudeste do estado.

Com a pavimentação da rodovia, o escoamento da produção poderá ser feito de forma direta pela MT-140, economizando assim uma rota de 370 quilômetros de distância. Atualmente, o transporte das cargas é feito pela BR-163, entre os municípios de Sorriso e Rondonópolis. Além disso, a via estadual também contribuirá para o escoamento da produção para os portos de Santarém e Paranaguá.

O projeto para pavimentação da rodovia é fruto da parceria entre Associação dos Beneficiários da MT 140 que doou o projeto para Sinfra proporcionando melhoria da logística no estado, economia no custo do transporte e segurança na rodovia, além de diminuir a distância entre centro oeste e sudeste do estado. 

Segundo o estudo realizado pela associação, concluído o projeto, os custos com frete sofrerão uma redução de R$ 250 milhões ao ano, levando em conta o volume de veículos que trafegam pelo local e toneladas de produtos transportados, o que representa uma economia de aproximadamente 40% do valor gasto com frete. 

Fonte: http://www.sinfra.mt.gov.br

Fotos: Eliseu Siqueira
 

Pesquisar Conteúdo